Cultura

Home/ Notícias Online/ Cultura/ Visões da Coleção Ludwig

Visões da Coleção Ludwig

Publicada em : 20/12/2013

Centro Cultural Banco do Brasil SP apresenta a exposição

Divulgação
No dia do aniversário de 460 anos da cidade de São Paulo, 25 de janeiro, o Centro Cultural Banco do Brasil em São Paulo abre sua principal exposição no primeiro semestre de 2014: “Visões da Coleção Ludwig”. Trata-se da reunião de 74 obras de uma das mais importantes coleções particulares de arte no mundo.

Com curadoria conjunta de Evgenia Petrova, diretora adjunta do museu russo de São Petersburgo, que hospeda Museu Ludwig; Joseph Kiblitsky, curador dessa instituição de onde vem a grande maioria das que compõem a exposição e Ania Rodriguez, curadora da Arte A Produções, a mostra propiciará ao público a chance de ver de perto, com entrada franca, trabalhos das artes plásticas de diferentes períodos estéticos, assinadas por artistas fundamentais como Picasso, Andy Warhol, Jean-Michel Basquiat, Roy Lichtenstein, Tom Wesselmann, Claes Oldenburg, Jasper Johns, entre outros.

Para a abertura, o CCBB-SP realizará uma “virada”, abrindo às 11h do dia 25 de janeiro (sábado), recebendo visitantes até às 21h de domingo. A exposição ficará em São Paulo até o dia o dia 7 de abril, seguindo para o CCBB RJ a partir de maio e o CCBB BH no final de agosto.

Colecionador - As obras, que vão ocupar todos os cinco pavimentos do CCBB-SP, são da coleção particular do empresário alemão Peter Ludwig (1925-1996), considerado um dos patronos das artes em seu país e dono da maior coleção particular de Picasso do mundo. Ao centrar na Coleção Ludwig, a exposição joga luz na figura do colecionador como um agente que intervém na produção cultural, ressaltando assim a sua importância.

Pioneiro e com um olhar sempre atento à produção contemporânea, Peter Ludwig foi o primeiro colecionador alemão a visualizar o potencial da pop art e ficou famoso por comprar trabalhos de Roy Lichtenstein e Jasper Johns, que atualmente alcançam valores expressivos por conta da sua relevância artística. 

Por meio dos trabalhos expostos, os visitantes poderão mapear as coordenadas geográficas das viagens que o colecionador fazia por várias partes do mundo em busca de obras de arte, bem como refletir sobre os contextos estéticos que em muitas ocasiões marcaram suas épocas dentro da história da arte.

Destaques - Desta maneira, um dos destaques da mostra é a obra de Picasso “Big Heads” (1969), representando o início da conexão de Ludwig com a arte contemporânea. Outro importante contexto da exposição é o da arte pop americana e seus seguidores, com os trabalhos “Portrait of Peter Ludwig” (Andy Warhol, 1980), “Steel Drawing with fruit, flowers and Monica” (Tom Wesselmann, 1986), “Banana Splits and Glaces en Degustation” (Claes Oldenburg, 1964), “Ruins” (Roy Lichtenstein, 1965), “Shade/Shadow” (Jasper Johns, 1959), entre outros.

A mostra também inclui tendências herdeiras da arte pop como o hiperrealismo - representado por artistas como Robert Bechtle e Ralph Goings -, o fotorrealismo de artistas italianos como Michelangelo Pistoletto e Domenico Gnoli – e graffiti, com Jean-Michel Basquiat. Já a arte da Alemanha na segunda metade do século XX é representada na exposição com as obras de Joseph Beuys, Gerhard Richter, Georg Baselitz, Markus Lupertz e Anselm Kiefer.

Vale destacar ainda a pintura monumental com seis metros de altura “Cabeça de Menina”, do austríaco Gottfried Helnwein, que ficará exposta no átrio co CCBB-SP, que será responsável pelo primeiro contato do visitante com a exposição.

Serviço
Centro Cultural Banco do Brasil - SP
Visões da Coleção Ludwig
Abertura: dia 25 de janeiro (sábado), às 11h
Virada: para a abertura, o CCBB-SP ficará aberto das 11h do dia 25/01, até às 21h do dia 26/01
Visitação: até o dia 7 de abril
Locais: Subsolo, 1º, 2º, 3º e 4º andares 
Horário: De quarta a segunda, das 9h às 21h.
Grátis

Centro Cultural Banco do Brasil
Rua Álvares Penteado, 112 - Centro - São Paulo
Próximo às estações Sé e São Bento do Metrô
Informações: (11) 3113-3651 / 3113-3652

Horário de funcionamento da bilheteria: de terça a domingo, das 9h às 21h.
Aceita cartões de crédito e débito Visa e Mastercard ou dinheiro.
Clientes BB, estudantes, professores da rede pública e maiores de 60 anos pagam meia-entrada. É indispensável a apresentação de documento que comprove o direito ao benefício.

Van faz o transporte gratuito até as proximidades do CCBB – embarque e desembarque na Rua da Consolação, 228 (Edifício Zarvos) e na XV de novembro, esquina com a Rua da Quitanda, a vinte metros da entrada do CCBB.

Fonte:Sylvio Novelli - Assessoria em Comunicação